sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Dicas para reconhecer os Índigos

Dicas para reconhecer os Índigos Os autores listam as seguintes características para ajudar a identificar se sua criança é um Índigo: Tem alta sensibilidade Tem excessivo montante de energia Distrai-se facilmente ou tem baixo poder de concentração Requer emocionalmente estabilidade e segurança de adultos em volta dela Resiste à autoridade se não for democraticamente orientada Possui maneiras preferenciais no aprendizado, particularmente na leitura e matemáticaPodem se tornar frustrados facilmente porque têm grandes idéias, mas uma falta de recursos ou pessoas para assistirem pode comprometer o objetivo final. Aprendem através do nível de explicação, resistindo à memorização mecânica ou serem simplesmente ouvintes. Não conseguem ficar quietas ou sentadas, a menos que estejam envolvidas em alguma coisa do seu interesse.São muito compassivas; têm muitos medos tais como a morte e a perda dos amadosSe elas experimentarem muito cedo decepção ou falha, podem desistir e desenvolver um bloqueio permanente.Problemas que os Índigos Podem Experimentar: Elas demandam mais atenção e sentem que a vida é muito preciosa para deixar escapar. Elas querem que as coisas aconteçam e freqüentemente forçam situações para realizarem o desejado. Os pais facilmente caem em armadilhas de fazer para a criança ao invés de desempenhar um papel na modelagem ou no compartilhamento. Uma vez que aconteça os pais serão apenas fantoches. Estes emissários podem tornar-se emocionalmente irritados por pessoas que não entendam o fenômeno Índigo. Eles não podem compreender porque as pessoas operam em modalidades não baseadas no amor. Porém, elas são extremamente resistentes e hábeis para ajudar crianças carentes, embora esta ajuda seja freqüentemente rejeitada. Quando jovens, eles podem ter problemas de ajustamento com outras crianças.As Crianças Índigo são freqüentemente tituladas como tendo DDA (Distúrbio de Déficit de Atenção) ou alguma forma de hiperatividade. Em muitos casos são tratados com química quando deveriam ser tratados de forma diferente.O que podemos fazer?Estas crianças estão aqui para nos ajudar na transformação do mundo. Portanto, nós precisamos aprender com elas, principalmente escutando-as e observando-as. Não obstante, estamos relacionando algumas regras básicas que precisamos observar para não tolhermos o brilho dessas crianças: Trate os Índigos com respeito. Honre sua existência na família.Ajude-os a criar suas próprias soluções disciplinadas.Dê a eles escolha em tudo.Nunca os diminua, nunca. Sempre explique o por quê de você dar instruções. Escute essas explicações por você mesmo. Não parece estúpida a expressão "porque eu disse que deve ser assim"? Se você concorda com a estupidez de expressões assim, então reconsidere suas instruções e as mude. Eles o respeitarão por isso e esperarão. Mas se você der a eles ordens autoritárias e ditatoriais sem bondade e razões sólidas, essas crianças o derrotarão. Elas simplesmente não vão obedecer e o que é pior, elas vão dar uma lista de motivos que desclassificam suas intenções. Algumas vezes suas razões podem ser simples, como por exemplo, "porque isso vai me ajudar hoje pois estou realmente cansado". A honestidade vencerá como nunca antes. Eles vão pensar sobre isso e acatarão.Faça deles um parceiro no relacionamento. Pense bastante sobre este aspecto.Quando crianças, explique tudo que você estiver fazendo para eles. Eles podem não entender, no entanto, eles perceberão sua consciência e honra por eles. Esta é uma tremenda dica antes deles aprenderem a falar. Se problemas sérios desenvolverem, teste-os antes de iniciar tratamento baseado em drogas.Provenha segurança no seu suporte a eles. Evite crítica negativa. Sempre deixe-os saber que você os apoiará em todos os momentos. Eles crescerão de encontro com suas verbalizações e irão surpreendê-lo durante o processo. Então, celebrem juntos. Não os faça simplesmente realizar, mas permita que eles façam com encorajamento. Não os diga quem eles são, ou o que eles vão ser no futuro. Eles sabem melhor que você. Deixe que eles decidam suas áreas de interesse. Não os force a entrar em algum ofício familiar ou em algum tipo de negócio porque isso é que a família vem desempenhando por gerações. Estas crianças absolutamente não serão seguidores.

Um comentário:

  1. Olá Sueli, seu blog é muito bacana e com informações super interessantes. Identifiquei que muitas das características citadas fazem parte de minha convivência com meu caçula/temporão! Ele é simplesmente encantador, mas muitas vezes extremamente "acelerado em seu processo criativo" o que o torna contestador e arrogante. Mas sempre o carinho é a melhor forma de "freá-lo".
    Ele tem até um blog, que anda meio abandonado pois ele diz que é difícil competir com os games! http://andrehightech.blogspot.com
    Sou professora e faço parte do grupo Blogs Educativos.
    Ficarei feliz com sua visita: http://melhorart.blogspot.com

    ResponderExcluir