Pular para o conteúdo principal

Florais de Bach

Um Pouco da História da Origem dos Florais
Entre 1936 e 1939, um médico(imunologista, bacteriologista e homeopata) inglês chamado Dr. Edward Bach, observou que as doenças eram originárias das alterações e desequilíbrios emocionais. Diante desta descoberta, desenvolveu um método de cura natural utilizando as essências das flores silvestres. Dr. Bach selecionou 38 essências florais constituindo-se num sistema de cura completo da mente através do qual é possível equilibrar aspectos positivos e negativos da cada personalidade, com o objetivo de deixar-nos mais saudáveis.
Em vez de tratar a doença Bach passou a tratar a personalidade, a índole e o temperamento dos pacientes. Os remédios baseados nas essências florais não causam nenhum tipo de dependência orgânica ou psíquica, nem efeitos colaterais sendo inclusive reconhecidos pela (OMS) Organização Mundial de Saúde podendo ser utilizados junto a outros métodos terapêuticos.
É a partir dos FLORAIS DE BACH, que Dr. Breno Engenheiro Químico, Doutor em Ciências pela USP criou os FLORAIS DE MINAS a partir de muitas pesquisas científicas na cidade de Itaúna. São 108 essências florais individuais que compõem os "FLORAIS DE MINAS". Os Florais de Minas possuem laboratórios completos de farmacognosia, microbiologia, fisioquímica, microscopia e estereoscopia ótica e digital, análise de água e líquidos, e análise quantitativa de princípios ativos de plantas com aparelhagens computadorizadas mais modernas do mundo.
A OMS reconhece os Florais como uma terapia complementar, não são considerados medicamentos.
A diferença entre os Florais de Bach e de Minas é que os florais de Bach são feitos da essência das flores de Londres e os de Minas, com influência do relevo, do clima, da cultura de cada povo. Por isso acredito que é melhor tomar os Florais de Minas, pois tem influência da alegria do nosso povo brasileiro. Além do que é muito comentado que os Florais de Minas o efeito é bem mais rápido.

Comentários

  1. Quero agradecer a Sueli, pela otima consulta como terapeuta e pela indicação dos Florais de Minas. a eficacia foi comprovada.
    Eu recomendo

    Patricia

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Su pelo seu artigo,bjsssssssss

    ResponderExcluir
  3. Cara Sueli, gostei do seu blog.

    Gostaria de convida-la para conhecer o meu em
    http://DrBachFlower.blogspot.com

    Veja tambem meu artigo na Revista Planeta Floral em
    http://www.planetafloral.com
    e o meu diretório de sites sociais em
    http://xeesm.com/JorgePurgly
    para saber mais sobre mim.

    Um abraço,
    Jorge

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Atividades para Coordenação Motora Fina

Rastreamento é uma técnica simples para ajudar as crianças na coordenação motora fina. A técnica trabalha as habilidades motoras finas como a coordenação olho-mão e o início escrita.

A técnica é bastante simples. Você deve dar a cada criança pelo menos três cores diferentes de lápis de cor para formas, números e letras de forma para realização da técnica de rastreamento.


Técnica rastreamento da primeira letra do nome do aluno com ajuda do pontilhado.
As crianças começam por traçar com o dedo
Em seguida, as crianças usam uma cor de lápis e traçar os contornos. Em seguida, as crianças usam a segunda cor para rastreá-lo novamente. Em seguida, eles usam a cor de terceiros para traçar os contornos mais uma vez. -Separar objetos pequenos por cores.trabalhar o movimento pinça fina com o dedo indicador e polegar
- objetos pequenos para trabalhar movimentos finos.Treinar os números e associar a quantidade.

- Trabalhar os movimentos finos como alinhavo,tecelagem (com a tela talagarça) ou uma cesta co…
Encaixe dos palitos de Picolé no pote com um furo




Alinhavo de canudinhos, miçangas ou macarrão




Jogo de Mosaico -peças pequenas de legos











Ferramentas para pintura - esponjas de formas diferentes e pincéis.
O ATO DE ESCREVER A MÃO É UM EXERCÍCIO PARA O CÉREBRO
A tecnologia está cada vez mais presente em nosso cotidiano. A maioria de nossos textos são produzidos via teclado, isso é bom ou é ruim? No Brasil já existem escolas que disponibilizam laptops aos alunos; mas, de acordo com a neurocientista Karin Harman...
Na metade do ano de 2011 alguns jornais anunciavam o fim da escrita cursiva na maioria das escolas dos EUA. Entretanto no início do ano (2012) a neurocientista Karin James Harman apresentou um projeto no sentido de conscientização de qual o papel da escrita no processo de aprendizagem.
Apesar de grande debate, Harman testemunhou a favor da inclusão da escrita cursiva nos currículos de todas as escolas públicas. Para a realização da pesquisa, as crianças escreviam cartas à mão e depois submetiam-se a uma ressonância magnética. Nestas, a atividade neural no cérebro mostrava-se mais avançada do que aquelas que digitavam no teclado. “A caligrafia envolve circuitos cerebrais diferentes …